Delfins – Aquele Inverno

24 07 2007


 

Esta é uma das minhas bandas favoritas, e uma das minhas canções favoritas. Tem todo um historial, um sentimento de nostalgia, dor, sofrimento…. uma canção com muito feeling. 

Todas as informações desta banda portuguesa poderá ser vista no site oficial

DELFINS

Há sempre um piano
um piano selvagem
que nos gela o coração
e nos trás a imagem
daquele inverno
naquele infernoHá sempre a lembrança
de um olhar a sangrar
de um soldado perdido
em terras do Ultramar
por obrigação
aquela missão

Combater a selva sem saber porquê
e sentir o inferno a matar alguém
e quem regressou
guarda sensação
que lutou numa guerra sem razão…
sem razão… sem razão…

Há sempre a palavra
a palavra “nação”
os chefes trazem e usam
pra esconder a razão
da sua vontade
aquela verdade

E para eles aquele inverno
será sempre o mesmo inferno
que ninguém poderá esquecer
ter que matar ou morrer
ao sabor do vento
naquele tormento

Perguntei ao céu: será sempre assim?
poderá o inverno nunca ter um fim?
não sei responder
só talvez lembrar
o que alguém que voltou a veio contar… recordar…
recordar…
Aquele Inverno





Treinando

24 07 2007

dog.jpg

Recebi ontem por e-mail esta foto de um amigo, e o título era “TREINANDO”. Achei muito engraçado, e para falar a verdade, até que surgiu-me algumas idéias, por exemplo, imprimir centenas de cópias e colar em todos os lugares para aquelas pessoinhas educadas, que sempre que levam os cães para passear, deixam o seu cagarete no meio da rua, deixando um odor, uma imagem, um horror diante dos nossos olhos e dos nossos pezinhos. Eu não percebo porque que esta gente não leva o saquinho na mão para recolher os dejectos das suas criaturas. Porque que quando eu saio de casa tenho que além de estar atenta com as preocupações necessárias do dia, tenho que estar atenta às minas postas ao ar livre dos cães. De facto, fica a sugestão às escolas de adestramento para cães, porque se o dono não limpa, os cães poderão aprender a fazê-lo.





Big Brother

24 07 2007

bb.jpg

As Celebridades no Brasil deveriam estar menos preocupadas com os ex-Big Brothers que andam a roubar a cena na TV, porque os de cá andam a roubar o dinheiro dos cidadãos…. De facto esta gente consegue sair do anonimato a qualquer custo….





Lugares

21 07 2007

Segue a partir de agora, os lugares que conheci. Outro dia uma amiga do Rio de Janeiro, a falarmos pelo MSN pediu-me fotos de lugares turísticos em Lisboa, e eu andei a tentar recolher pela net algumas fotos. Deu um certo trabalho. Na última semana, um colega de trabalho, disse-me que quer ir ao Rio, mas queria umas dicas de lugares para conhecer. Vou tentar fazer a partir de agora uma coletânea de todos os lugares que já passei (que eu me lembre).

 CASTELO DE SÃO JORGE

 

castelo_de_sao_jorge_lisboa.jpg

  História Resumida

Edificado a partir de uma fortificação visigoda, que por sua vez aproveitou a antiga fortificação romana no tempo em que a cidade era conhecida por Olissipo, a fortaleza que viria a originar o castelo foi transformada em alcáçova pelo árabes quando dominaram a Península Ibérica, nascendo assim o castelo primitivo em meados do século X. Em 1147, D. Afonso Henriques, com cerca de 300 homens e mais a ajuda de 150 cruzados que se dirigiam para Jerusalém, com o intuito de libertarem a terra Santa, tomaram de assalto Lisboa.

csj7.jpg

csj1.jpg

Na época, a cidade não era mais do que o Castelo, contando com mais algumas casas que se estendiam pelas encostas, onde se encontrava o bairro islâmico, local onde viviam todos aqueles que trabalhavam na alcáçova. Mesmo assim, os combates foram violentos e culminaram com a vitória dos cristãos. Como compensação pela ajuda prestada, os cruzados tiveram o direito de saquear a cidade durante três dias e três noites, apanhando para si todas as riquezas que pudessem encontrar.
Já no século XIII, D. Dinis decidiu transformar o Castelo de São Jorge em Paço Real, na época em que Lisboa se tornou a capital do reino. E até ao reinado de D. Manuel I no início do século XVI, foi no Castelo que funcionaram os Paços Reais. Em 1502 era no Castelo de São Jorge que se testemunhava o nascimento do teatro português pela mão de Gil Vicente. E foi também em plena época expansionista que aí se construiu a ermida do Espírito Santo, local de peregrinação dos marinheiros que rumavam a Oriente. Em 1755, nem o São Jorge impediu que o Castelo se desmoronasse parcialmente com o terramoto que assolou Lisboa.

MARTIM MONIZ.jpg

DOM AFONSO HENRIQUES

A partir de então, já não desempenhava as mesmas funções defensivas que tinha quando foi conquistado por Afonso Henriques. O mundo tinha evoluído e já se tinha descoberto a pólvora, daí que se colocaram alguns canhões. Mas como era um recinto amplo e bem localizado, foi escolhido pelo Intendente de Pina Manique para aí então instalar a primeira sede da Real Casa Pia de Lisboa. Na década de quarenta do século passado, sofreu reformas profundas, para comemorar o oitavo centenário da fundação de Portugal e adquiriu mais ou menos o aspecto que ostenta actualmente.
Daí que se justifique a falta de vestígios humanos, casas e outros afins nos seus pátios, que foram escrupulosamente limpos e até da antiga prisão que por aqui existia pouco restou. O actual Castelo de São Jorge estende-se por uma área total de 6000 m2 e apresenta uma forma irregular, mais próxima do quadrilátero. Esta fortaleza conta com um total de 10 torres entre as quais se destaca a torre de Ulisses na muralha sul, a maior de todas.

csj2.jpg

csj3.jpg

Depois, também há a torre do observatório que ficou famosa em 1779, por aí se ter instalado o primeiro observatório astronómico de Lisboa. A sul e a nascente, existe ainda um fosso que protege estas muralhas, por se considerar estas as zonas mais débeis do Castelo.  E a norte a porta de Martim Moniz, o lendário aio de Afonso Henriques que se entalou na porta, permitindo assim a conquista da cidade.

Estive neste lugar no ano de 2005.

+ informações: LIFE COOLER





Closer – Perto Demais

21 07 2007

closer.jpg

Filme para este fim de semana

Uma fotógrafa se casa com um homem, mas mantém um caso secreto com outro. Enquanto isso seu amante usa uma stripper como musa inspiradora para tentar conquistar o amor dela. Dirigido por Mike Nichols (Quem Tem Medo de Virginia Wolf?) e com Julia Roberts, Jude Law, Natalie Portman e Clive Owen no elenco. Recebeu 2 indicações ao Oscar.

Ficha Técnica
Título Original: Closer
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 100 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 2004
Estúdio: Icarus Productions / John Calley Productions / Avenue Pictures Productions
Distribuição: Columbia Pictures / Sony Pictures Entertainment / Buena Vista International
Direção: Mike Nichols
Roteiro: Patrick Marber, baseado em peça teatral de Patrick Marber
Produção: Cary Brokaw, John Calley, Robert Fox, Mike Nichols e Scott Rudin
Fotografia: Stephen Goldblatt
Desenho de Produção: Tim Hatley
Figurino: Ann Roth
Edição: John Bloom e Antonia Van Dermellan

Elenco
Natalie Portman (Alice)
Jude Law (Dan)
Julia Roberts (Anna)
Clive Owen (Larry)
Jaclynn Tiffany Brown (Turista)
Steve Benham (Motorista)
Nick Hobbs (Motorista de táxi)

Fotos e + informações: Adoro Cinema

Site Oficial: Sony





The Cure – In Between Days 2005 live

20 07 2007

+ Uma homenagem para os meus amigos

The Cure é uma banda de Rock Inglesa formada em 1976 que surge inserido no periodo Pós-Punk e que está nas origens do Rock Gótico e Rock Alternativo. Robert Smith é o génio que lidera esta banda desde o seu ínicio e único elemento desde a sua formação. São uma banda difícil de categorizar devido ao seu som bastante original, mas serão sem dúvida uma banda de rock depressivo. Negligenciados pela imprensa na segunda metade da década de 90, o novo século finalmente deu-lhes o reconhecimento devido, quando se aperceberam que os The Cure se tornaram numa das bandas mais influentes do rock alternativo.

Integrantes Actuais:

Robert Smith, (guitarra, voz)
Simon Gallup, (Baixo)
Jason Cooper, (Bateria)
Porl Thompson, (Guitarra, Teclas)

Site Oficial: The Cure

Yesterday I got so old
I felt like I could die
Yesterday I got so old
It made me want to cry
Go on go on
Just walk away
Go on go on
Your choice is made
Go on go on
And disappear
Go on go on
Away from here
And I know I was wrong
When I said it was true
That it couldn’t be me and be her
Inbetween without you
Without you
Yesterday I got so scared
I shivered like a child
Yesterday away from you
It froze me deep inside
Come back come back
Don’t walk away
Come back come back
Come back today
Come back come back
Why can’t you see?
Come back come back
Come back to me
And I know I was wrong
When I said it was true
That it couldn’t be me and be her
Inbetween without you
Without you





Feliz dia do Amigo

20 07 2007

garfield___friends.jpg

Para todos aqueles que independentemente de estarem perto, longe, de longa data, ou recente, mas àqueles que nunca me esqueceram, que sempre estiveram comigo ou pensaram em mim, desejo um lindo dia do Amigo, que este laço esteja cada vez mais estreito, mesmo para aqueles que existe um oceano a separar-nos.