Um fa(r)do insuportável!

7 04 2009

 

untitled

Calma! Não vim aqui para falar mal do Fado, até porque sou uma boa ouvinte de Fados. Mas tentei encontrar um tema para este post, e não encontro para já outro que esteja mais adequado.

Eu não percebo porque há pessoas nesta vida que quando está com um fardo pesado, tem que descarregar na primeira pessoa que encontra. Estava eu, quietinha no comboio a caminho de casa, onde a paciencia já nao era muito grande – havia um atraso de 35 minutos, e vim sentada ao lado de 2 gaijas. Uma de repente despara, começando a falar mal do marido: “Não agüento mais, devia era mais estar sozinha, mesmo que fosse num quartito arrendado. Aquele gajo quanto mais velho fica, mais insuportável. Aquela mãe dele é uma coisa que ninguem acredita, liga para lá a dizer que morre de saudades, e convida quase todos os fins de semana para lá estarmos! Agora é a páscoa, sou obrigada a lá estar e blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá….” A uma determinada altura eu já estava tão farta que já traduzia toda aquela lorota em blás blás blás.

A desgraçada da amiga que seguia no banco de frente para a outra, estava ali quase a arrancar os próprios olhos, a procurar uma revista ou qualquer buraco dentro da mala onde pudesse meter-se e de lá nunca mais sair (ou entáo a procura de uma rolha para calar a outra), e a única coisa que lhe saía da alma era um súplico “poisss”. De repente olhei-a, e transmiti um olhar de compaixão, como quem dissesse-lhe: “Calma amiga, mais algumas estações já te vês livre deste martírio”.

Mas realmente nós, mulheres. Os homens têem de aturar os amigos a falar do carro novo, da mota nova, da gaija com excelentes atributos. Mas a nós, sempre nos calha pelo menos uma vez na vida uma gaija que confunde os nossos ouvidos com penicos, e despeja toda má digestão de uma vida.

E após ouvir toda aquela história (eu e toda a carruagem), completo o meu dia a ler um post do blog Rafeiro Perfumado, Curta 10 – Digam lá que não sou vosso amigo, gaijas. E pensei, devia era lá estar o Companheiro Rafeiro, porque de certeza ele estaria a suar e a escrever incansavelmente no seu bloquinho de apontamentos muitas ideias para um proximo post.

Xauzinho.

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: